Slam: Voz de Levante

Documentários

Sinopse: Plateia, poetas, poemas próprios e jogo de cintura: essa é a fórmula dos Poetry Slams, campeonatos performáticos de poesia falada que vêm se espalhando pelo Brasil. O filme testemunha o crescimento da cena brasileira desde 2008, viaja às origens da competição nos EUA e acompanha a campeã nacional de 2016, Luz Ribeiro, até a Copa do Mundo de Slam em Paris, representando uma nova onda feminista e negra que tem se firmado pela virulência poética do verbo politizado.​

O filme teve sua estréia no Festival do Rio 2017, recebendo os prêmios de melhor direção de documentário e prêmio especial do júri. Em São Paulo, estreou na 41ª Mostra Internacional de Cinema.

 

Ficha Técnica:

Direção e Roteiro

Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva

Direção de Fotografia

Tatiana Lohmann, Sergio Roizenblit e Humberto Bassaneli

Produção Executiva

Marina Puech Leão

Edição

Tatiana Lohmann

 

Slam: Voz de Levante, foi produzido pela Miração Filmes e Exótica Cinematográfica.


longa-metragens

curta-metragens e média metragens