Médicos Cubanos

Documentários

Em 2014, de acordo com o jornal Gramna, órgão oficial do Comitê Central do Partido Comunista, Cuba recebeu 8,2 bilhões dólares provenientes da remuneração de médicos e enfermeiras que prestavam serviço em 26 países – o correspondente a quase 15% de seu combalido Produto Interno Bruto.
O maior contingente estava na Venezuela – 30 mil. Mas outros 11.429 viviam e trabalhavam no Brasil, integrando o programa “Mais Médicos”, que buscava levar assistência a regiões desassistidas.

Cerca de oito mil haviam desertado para os Estados Unidos, atraído por um programa governamental que só recentemente foi eliminado, no apagar das luzes do governo Obama e que oferecia visto e possibilidade de trabalho para qualquer profissional de saúde cubano que procurasse uma embaixada americana.

O documentário Médicos Cubanos, dirigido por Paulo Markun e Sérgio Roizenblit mostra a ação desses profissionais, a partir das histórias de três personagens. A partir dos cruzamentos destas histórias, Médicos Cubanos mostra como um programa que nasceu sob o signo do internacionalismo socialista, acabou se transformando em peça chave de sustentação do governo de Cuba, chegando a ser indicado ao prêmio Nobel da Paz por sua atuação em grandes catástrofes mundiais.

Ficha Técnica:
Direção: Paulo Markun e Sergio Roizenblit
Produção Executiva: Leila Chagas
Roteiro: Paulo Markun e André de Campos Mello
Fotografia: Sergio Roizenblit
Direção de Produção: Marisa Reis

  • CARTAZ_ALTA_MED_CUBANOS-gde

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta


longas-metragens

curtas-metragens e médias-metragens